Livros

Na escrita, todos somos aprendizes e jamais alguém será mestre.

Ernest Hemingway

Bem-vindo à página sobre os meus livros de poesia, ficção e ensaio publicados desde 2000 até à atualidade. Aqui encontrará capas, referências bibliográficas, sinopses e excertos de todos eles. Obrigado pela visita e espero o seu regresso, em breve.

Adaptação cinematográfica, de João de Mancelos, é um conjunto de ensaios sobre a transposição para o ecrã de mitos, parábolas, contos, romances, bandas desenhadas, etc. Livro no prelo.

Luzes distantes, vozes perdidas

Luzes distantes, vozes perdidas (poemas), de João de Mancelos, é constituído por 62 haicais de amor, que primam pela musicalidade e beleza próxima à poesia oriental. Ler um excerto.

Como escrever um guião para curta-metragem

Como escrever um guião para curta-metragem, de João de Mancelos, segue uma estratégia passo a passo: apresenta dicas úteis, dá exemplos de filmes e propõe exercícios. Ler um excerto.

Contos de amor, desejo e perda

Contos de amor, desejo e perda, de João de Mancelos, relata histórias marcadas pela solidão. Amantes em fuga, uma jovem inadaptada e um ex-combatente buscam o amor. Ler um excerto.

Introdução à narrativa cinematográfica

Introdução à narrativa cinematográfica, de João de Mancelos, foca aspetos como personagens, espaço, tempo, estrutura, géneros, etc., nas histórias contadas no ecrã. Ler um excerto.

O teu nome incendiado de azul

O teu nome incendiado de azul (poemas), de João de Mancelos, é constituído por sessenta composições, focando aspetos como o amor, a perda, a saudade, a morte e a eternidade. Ler um excerto.

Todas as cores da América: A literatura multicultural

Todas as cores da América: A literatura multicultural, de João de Mancelos, analisa contos de Kingston, Cisneros, Alexie, etc., acerca da identidade étnica nos EUA. Ler um excerto.

Mulheres fatais, detetives solitários e criminosos loucos: Estudos sobre cinema

Mulheres fatais, detetives solitários e criminosos loucos: Estudos sobre cinema, de João de Mancelos, é o livro ideal para conhecer a obra de Kubrick, Malick ou Iñarritu. Ler um excerto.

O pó da sombra

O pó da sombra (poemas), de João de Mancelos, percorre metaforicamente toda a latitude da paixão: júbilo, desejo, incerteza, perda, melancolia, em belas composições. Ler um excerto.

Magia negra: A obra de Toni Morrison

Magia negra: A obra de Toni Morrison, de João de Mancelos, debruça-se sobre os principais temas desta autora vencedora do Prémio Nobel: identidade, história, sobrenatural. Ler um excerto.

Manual de guionismo

Manual de Guionismo, de João de Mancelos, é um livro indispensável para escrever um argumento. Leva o guionista desde a ideia à forma final, passando pela intriga. Ler um excerto.

Uma canção no vento: A poesia de Eugénio de Andrade

Uma canção no vento: A poesia de Eugénio de Andrade, de João de Mancelos, estuda a relação entre o nosso poeta e autores do cânone anglófono, de Shakespeare a Whitman. Ler um excerto.

Manual de escrita criativa

Manual de Escrita Criativa, de João de Mancelos, ensina técnicas para elaborar uma narrativa. Aprenda a recolher ideias, a desbloquear a inspiração, a construir uma personagem. Ler um excerto.

Introdução à escrita criativa

Introdução à Escrita Criativa, de João de Mancelos, sugere técnicas úteis para escrever um livro. Como desbloquear a inspiração? Como inventar heróis de papel e tinta? Ler um excerto.

O marulhar de versos antigos: A intertextualidade em Eugénio de Andrade

Em O marulhar de versos antigos: A intertextualidade em Eugénio de Andrade, João de Mancelos analisa a influência de escritores do cânone anglófono na obra do nosso poeta. Ler um excerto.

O que sentes quando a chuva cai?

Nos treze contos de O que sentes quando a chuva cai?, João de Mancelos apresenta uma galeria de voyeurs ora solitários, ora atrevidos, e transforma o leitor num cúmplice. Ler um excerto.

As fadas não usam batom

Em As fadas não usam batom, de João de Mancelos, o leitor aprenderá a beijar uma rapariga com aparelho dental, conhecerá uma atriz perdida, e descobrirá o segredo de dois gémeos. Ler um excerto.

Línguas de fogo

Línguas de fogo (poemas), de João de Mancelos, divide-se nas secções: os passos de ulisses (sobre a Odisseia), hiper-escrita, epifanias (poemas de amor) e pequenas prosas. Ler um excerto.

João de Mancelos nasceu em Coimbra, em 1968. É licenciado em Ensino de Português e Inglês (UA, 1992), mestre em Estudos Anglo-Americanos (UC, 1996), doutorado em Literatura Norte-americana (UCP, 2001), pós-doutorado em Estudos Literários (UA, 2006-2012) e agregado em Estudos Culturais (UA, 2015). Lecionou na UCP (1992-2006), na UA (2006-2012) e na UBI (2012-presente). Publicou vários livros de ensaio, poesia e ficção. Encontra-se representado em antologias nacionais e internacionais de poesia e de conto. Foi premiado em diversos concursos literários. Os seus interesses incluem literatura e cinema.